Home » O Clube » Linha do Tempo » A história do Brasiliense

A história do Brasiliense

O Brasiliense tem uma trajetória fulminante nos campos de futebol. Criado em 1º de agosto de 2000, o Jacaré abocanhou proezas e recordes no Distrito Federal e no Brasil. Em apenas dez anos de história, o clube-empresa de Taguatinga se tornou o mais novo finalista de uma Copa do Brasil, na campanha espetacular da sua primeira participação, em 2002, antes mesmo de seu segundo aniversário. É o primeiro e único candango a disputar uma decisão nacional de elite, depois de eliminar adversários tradicionais como o Náutico, o Fluminense e o Atlético Mineiro -- caiu apenas na final, contra o poderoso Corinthians e ainda prejudicado pela péssima arbitragem do gaúcho Carlos Eugênio Simon no duelo de ida, no Morumbi.

O Jacaré ainda é a equipe brasileira a subir mais rápido para a elite sem convite ou classificação apenas pelo campeonato estadual, mas pelos seus resultados em competições nacionais de acesso, com a arrancada da terceira divisão, então a última existente, até a primeira, em apenas quatro anos de escalada -- o Paraná Clube levou um ano a menos para fazer esse percurso, mas surgiu da fusão dos tradicionais Pinheiros e Colorado. E a ascensão meteórica do Brasiliense foi sem precedentes, com os dois títulos, tanto da Série C (2002) quanto da Série B (2004), façanha inédita e jamais repetida.

No cenário local, o clube de Taguatinga também coleciona troféus em ritmo alucinante: foram oito em apenas 12 temporadas. Depois de ganhar logo a sua primeira competição oficial, a segunda divisão candanga de 2000, o time amarelo se consolidou como o maior clube do DF no cenário atual, ao se tornar o primeiro e único a enfileirar seis conquistas, de 2004 a 2009. Maior hegemonia do futebol nacional neste período, o hexa o tornou o terceiro com mais taças no DF, atrás somente dos veteranos Gama (10) e Brasília (8), ambos fundados em 1975, portanto 25 anos mais velhos. Em 11 participações na elite, foram sete títulos, três vices e um terceiro lugar -- a pior campanha.

A diferença para o recordista Gama, portanto, desabou de 10 para três títulos nos últimos oito anos. O recorde local, portanto, é mera questão de tempo para o Jacaré, o Bicho Papão do DF.






Mais páginas nesta categoria:

  • Linha do Tempo
  • Todos os técnicos
  • Todas as competições
  • Números por ano e total
  • Os números do time na história da elite candanga (2001/2013)
  • Todos os artilheiros do time na elite candanga (2001/2013)
  • As 10 campanhas na Copa do Brasil
  • As cinco campanhas na Série C (2001, 2002, 2011, 2012 e 2013)